quinta-feira, 22 de abril de 2010

Retrato




"Eu não tinha este rosto de hoje,
assim calmo, assim triste, assim magro,
nem estes olhos tão vazios,
nem o lábio amargo.
Eu não tinha estas mãos sem força,
tão paradas e frias e mortas;
eu não tinha este coração
que nem se mostra.
Eu não dei por esta mudança,
tão simples, tão certa, tão fácil:
- Em que espelho ficou perdida a minha face?"
Cecília Meireles

 
 
Eu sempre gostei desse texto. Sempre gostei de Cecilia. Enfim...

5 rabiscos alheios:

Maria Lia disse...

Não conhecia esse texto.. Gostei bastante.

Engraçado foi que me peguei dando um suspiro quando terminei de ler. Sabe? Quando a gente se identifica e reflete sobre algo?

Ótimo final de semana, Mah. =)
;**

Sil.. disse...

Mah querida, eu amoooooo esse texto da Divina Cecilia.
Ahhh, e quantas vezes me fiz essa pergunta..
"- Em que espelho ficou perdida a minha face?"

Sempre com boas energias aqui, adoro sempre dar uma passada.
Um grande abraço Mah, meu carinho, e uma semana bem bacana pra ti!

Lucas Jabur disse...

Essa é uma das poesias mais expressívas da Cecília...Minha preferida \o/

Sandra disse...

Lindo, eu adoro esse poema, acho que ninguém sabe que espelho é esse..... Em algum lugar ele esta...
Boa semana para você,

beijo

I. [3D] Carol disse...

gostei '-'