sexta-feira, 18 de junho de 2010

Dia 3

Essa não foi nem um pouco difícil! Amo comprar livros e sempre que vejo um baratinho, compro ;p
Agora... O mais barato que eu achei foi..



Em espanhol mesmo... Lá em Cuzco ;pp Não existem muitas livrarias em Cuzco. Achei essa coisinha em uma papelaria onde entrei pra comprar uma borracha. E mesmo já tendo a versão brasileira e completa do livro, comprei. Paguei 5 soles, o equivalente a 3 reais. Acabei dando ele de presente pra Stephy depois.
Bem, devo dizer que eu amo livros que falem sobre a segunda guerra, se passem na segunda guerra, citem a segunda guerra, er... Então, O diário de Anne Frank é, bem, o diário de uma menina chamada Anne Frank haha
Anne era uma adolescentezinha normal, de 13 anos, que um belo dia teve sua vida virada de cabeça pra baixo simplesmente por ser judia. Ela era bem riquinha e de uma hora pra outra foi morar em um "anexo" com a família dela, a família de um amigo do pai dela e mais um homem. Eles viveram escondidos, sem poder sequer abrir uma janela e sobrevivendo com a ajuda de uns amigos durante 25 meses (!!) até que... Bem, leiam ;p
Depois de um acontecimento X o diário ficou guardado com uma amiga da família Frank e Otto, o pai de Anne, decidiu publicá-lo após o fim da guerra.
Então, além de eu adorar histórias sobre a segunda guerra AMO esse livro por mais 3 motivos:

-É uma história verídica,
-Foi escrito por uma menina de 13-15 anos, em seu diário, sem pretensão nenhuma de fazer virar história. A única intensão de Anne era desabafar.
-Anne ganhou o diário em seu aniversário de 13 anos e logo começou a escrever, antes de ter que se esconder. Ou seja, podemos ver claramente o "antes e depois" da vida dela, e como cada acontecimento a fez reagir, pensar e sentir.

Eu escrevo diários desde os 7 anos e simplesmente acho lindo quando diários assim fazem sucesso ;p Outro fato interessante é que Anne, como eu, deu nome de gente ao diário dela, bem como um amigo. O diário de Anne Frank era Kitty, o meu é Beatrice.

1 rabiscos alheios:

Sumie disse...

Marina também amo livros que falem ou passem na segunda guerra mundial.Também tive diários,mas nunca coloquei nomes kkk
Bom fim de semana.
Bjs!