terça-feira, 18 de agosto de 2009

Querido mestre




Eu comecei a ir para a escola aos 2 anos de idade, coitada de mim.
Mas a primeira lembrança que tenho é do auge dos meus 4 anos... Eu comecei o prézinho e tinha 2 professoras. Não me lembro seus nomes, mas lembro que de uma eu gostava e da outra não.
Eu nunca fui uma criança comportada e sei que não gostava de uma das "tias" porque ela me colocava de castigo. O que posso dizer? Eu só tinha 4 anos!
Mas o ponto em que quero chegar é: Será que algum dia meus pais pararam pra pensar no quanto aquelas professoras daquela escolinha que eles escolheram fariam toda a diferença na minha vida?
Bem, vamos parar de falar do pré, vamos para a primeira série onde minhas memórias ficam mais nitidas...
Minha professora da primeira série foi a tia Fátima. Eu adorava a tia Fátima! Eu ainda adoro a tia Fátima! xD Com ela eu aprendi que não deveria falar palavrões, ou teria minha boca lavada com sabão. E que precisava estudar matemática, ou passaria o resto da vida lavando banheiros.
Tá, eu confesso que ainda não aprendi matemática... Mas isso não vem ao caso u.u
Depois da tia Fátima veio a tia Lizia, que nos ensinou a importancia de ser educado e respeitar os mais velhos. E também a cantar musiquinhas fofas antes da aula...
Na terceira série tive a tia Érica e a tia Nájua... E essas duas foram professoras neutras. Sabe? Daquelas com quem não se aprende quase nada, nem a matéria direito...
E para minha grande alegria veio a tia Lizia de novo na quarta série... Oh quarta série divertida aquela!
Depois no ginásio, e no colegial, tive um monte de professores diferentes e nem vou começar a citar aqui... Mas sei que vários deles foram fatores determinantes na minha vida, e não só no meu ensino escolar. Aprendi coisas com eles que mudaram certos dos meus valores, e que me ajudaram a construir novos... Eu não sei ao certo se isso é apenas algo de interior, mas eu aprendi muito sobre a vida, e as pessoas, com meus professores do ginásio e do colegial.
E agora eu tô na faculdade, e percebi que nada mudou. Continuo tendo professores neutros que não fazem diferença nenhuma pra mim, e continuo tendo aqueles professores... Aqueles que eu sei que depois de assistir uma aula deles eu nunca mais vou ser a mesma.
Sem contar nas dezenas de professores de cursos extra!
É incrível o poder que um professor pode ter sob o aluno, sabe? E, sinceramente, acho que os alunos de hoje deveriam prestar mais atenção nisso. E respeitar mais.
Eu não sei se algum dia meus pais pararam pra pensar em como a escolha de um professor poderia ser decisiva na minha criação, mas foi. E isso acontece todos os dias, com milhões de estudantes por aí...

Dedicado aos meus professores queridos: Tia Fátima, tia Lizia, Kátia, Luiz Gonzaga, Guilherme, Wânia, C.A, Mirelle, Baú, Maria Regina, Valéria, Mrs.Marsh, Mrs.Teague, José, Ms.Souza, Rosaura e, já incluindo professores da faculdade aqui xD, Uene e Emídio.

2 rabiscos alheios:

Kaelli disse...

É.. às vezes a vida é assim mesmo.. Sempre existem pessoas que passam por nós como se nunca tivessem existido.. Pessoas de quem mal lembramos o nome, quem dirá o rosto.. Pessoas em quem nao paramos pra pensar um segundo.. "O que será que ela queria da vida?" "O que sera que faz nas tardes livres?" Simplesmente gente que nao brilhou aos nossos olhos.. Chega a ser triste.. Ainda bem que por outro lado, existem aqueles que chegam como um raio de sol e tornam a nossa vida muito mais iluminada. Obrigada por isso, Mah.. [Kae]

Carol disse...

Eu tinha uma professora no "ginásio", que ela cobrava muito de mim, pra explorar meu potencial, e ao contrário de muitos professores dos quais eu era a queridinha por ser mais cdf, essa foi uma das professoras que mais me ensinou...
De fato, os professores moldam nossos futuros de uma certa forma, e é isso que buscarei fazer um dia como professora...
Enfim, boa homenagem xD